27 junho 2014

Chico-Espertismo


 Foi no passado dia 10 de Maio, enquanto via o Jornal das 8, que uma notícia fez desviar para a minha traqueia a trajectória da sopa que tinha acabado de pôr à boca , pondo isso em risco a minha capacidade respiratória, o que culminou num reflexo involuntário de expiração intensa que lhe permitiu retomar o meu esófago.
 Traduzindo isto em linguagem de pessoas sem qualquer tipo de perturbação mental: Engasguei-me ao ver uma notícia.

 O Leitor questiona-se, então, que malfadada notícia terá sido essa. O anúncio de uma nova subida na taxa de desemprego? O facto de as autoridades ainda não terem encontrado o "Assassino da Pesqueira" ao fim de tantos dias?
 Nada disso. A frase proferida pelo jornalista Pedro Pinto que quase me foi fatal foi a seguinte:

"Jerónimo de Sousa acusa o PS de Chico Espertismo"


 A razão para o meu engasgo nada tem a ver com a acusação propriamente dita nem com o facto de ter sido Jerónimo de Sousa a proferi-la. Confesso até que só hoje, ao rever a notícia, soube que tinha sido ele a dizê-lo.
 A causa da obstrução da minha garganta foi apenas a expressão "chico espertismo".

 Dito assim, "chico-espertismo" parece algum tipo de ideologia política. Quem sabe, até poderá surgir um novo partido político com esta designação.

 Mas atenção, Leitor, se estiver com ideias de utilizar esta expressão para, por exemplo, dar nome ao seu blogue, lamento informá-lo de que esta já está usada. Sugiro que opte antes por "bicho carpinteirice" ou "carapau de corridismo".

 (Esta teoria devia ter sido publicada a 11 de Maio)