24 dezembro 2013

Tradições de Natal Bizarras #1 - O Tronco que Defeca Presentes

 Olá Leitor! Com que então em plena época natalícia, hein... As correrias à zona comercial mais próxima, o esforço por pensar em algo mais criativo para oferecer do que meias ou Mon Cheri, as publicidades de Natal que já começam a fartar... Ah, como eu adoro esta altura do ano!

 E o melhor do Natal é toda a panóplia de tradições que existem. Uns escolhem peru, outros preferem o bacalhau; nós abrimos as prendas no dia 25, os espanhóis esperam até ao Dia de Reis...

 E levado pelo espírito Natalício que paira agora pelo ar decidi levar a cabo uma investigação sobre as mais curiosas tradições de Natal em todo o mundo. E devo dizer que os resultados são, deveras, curiosos. Desde troncos de árvores que defecam a gatos assassinos, o Natal tem de tudo.

 Hoje falo-lhe do "Tió de Nadal", o tronco que faz cocó.

21 dezembro 2013

1 Ano de Teorias!

21 de Dezembro de 2012

 Uma data que ficou para a história. Porquê? Porque nesse dia, segundo a civilização Maia, seria o fim do Mundo. Todos esperavam alguma catástrofe, um meteoro, um enorme sismo... Mas nada disso aconteceu e o mundo permaneceu igual. Ou quase... 

 Em vez disso, algo atingiu o mundo da Internet: este blogue. Por isso, em retrospectiva, talvez tenha mesmo ocorrido uma catástrofe, mas só ao nível da blogosfera.

 E agora 1 ano, 6000 visitas, 37 artigos, 5 seguidores e muita palermice depois, tudo parece igual ao que estava há 12 meses atrás. O que não é de todo algo negativo.

 O blogue não atingiu nenhuma dimensão épica mas a verdade é que eu também não esperava que atingisse. E a realidade é que não me dediquei tanto a ele como tinha planeado quando decidi criá-lo. Tudo parece muito giro ao inicio quando projectamos algo que soa bem, mas a dedicação e o incentivo necessários para o fazer acabam por ser como o dinheiro no nosso país: escassos.

 As Teorias não têm nenhum tema específico, não têm um assunto regular pelo qual as pessoas se possam interessar. E assim o blogue continua a ser aquilo que eu sempre disse que seria: um simples depósito para as minhas ideias parvas.

 Ao falar assim parece que vou acabar este post dizendo que vou desistir e não voltar a escrever. Mas não. Sei que por muito idiotas que sejam os artigos, há sempre alguma pessoa a lê-los. E mesmo que não houvesse, ao menos as minhas ideias ficariam registadas na blogosfera para que num futuro longínquo alguém as descubra e conclua que eu sou, de facto, um génio palerma.

 Mesmo sabendo que o que escrevo não é algo que prenda as pessoas a este blogue, ao menos descarrego as minhas teorias idiotas aqui para que os meus amigos e familiares não tenham de "gramar" com elas. [Ironicamente são os meus amigos e familiares que constituem a maioria dos visitantes deste blogue...]

 Não prometo escrever artigos regularmente, nem sequer os planeio. Eles simplesmente hão de aparecer porque todas as Teorias surgem do mesmo modo que surgiam há um ano atrás: quando menos se espera...

09 outubro 2013

Musicas Alternativas

 Olá, Leitor! Como foi esse Verão? O assunto da teoria de hoje é música para os seus ouvidos, literalmente.

 Se o Leitor for, tal como eu, um ouvinte relativamente assíduo das estações de rádio mais famosas, concordará comigo quando digo que a maioria dos sucessos actuais têm um tempo de vida relativamente curto.

 Muitos dos artistas que ouvimos na rádio, têm, de facto, talento quer sejam cantores ou DJ's. Mas a verdade é que esses sucessos acabam por deixar de ter assim tanta fama ao fim de algum tempo.
 Certa música até lhe poderá ficar no ouvido por ter um ritmo contagiante ou por ter uma letra facilmente memorável, mas quando passamos meses e meses a ser bombardeados com essas musicas na rádio, na televisão, em festivais e em tudo o que é sítio, acabamos por, de certa forma, "enjoar" essa música.


 É por isso que, embora aprecie bastante os sucessos que costumam passar na rádio, nunca penso em colocá-los sequer no meu leitor MP3 ou de os ouvir quando navego pelo tão útil Spotify [a sério, bendita a hora em que inventaram o Spotufy!]. Opto antes por ouvir algumas musicas alternativas que vou encontrando um pouco por toda a Internet para fugir um pouco às músicas "do momento".

 Musicas criadas por artistas praticamente desconhecidos que dão a conhecer o seu trabalho, por exemplo, através do YouTube. E a verdade é que se encontram canções e artistas que realmente mereciam ser divulgados. E é por achar isso que de seguida lhe apresento algumas dessas musicas.

25 agosto 2013

As Breves Notícias da Semana Teorizadas

 Ora viva, Leitor! Lembra-se de eu ter dito que passaria a levar isto do Blogue mais a sério? Pois cá está! De que outra forma posso dar seriedade a este blogue se não trazendo-lhe as notícias mais importantes desta ultima semana?


 Bom, a verdade é que eu tentei, a sério que sim. Mas é inevitável! Embora o artigo que se segue lhe traga algumas notícias recentes, a verdade é que todas acabaram por me levar a escrever palermices. Vejamos os títulos:
-Cientistas da NASA Descobrem Planeta Cor-de-Rosa
-Vaca à solta na A11
-Sabia que a sociedade defeca de forma errada?

 De que forma posso eu dar estas notícias aos meus Leitores, sem acabar por dizer barbaridades? É que mesmo que eu quisesse por uma vez escrever um artigo sério e bem composto, é-me humanamente impossível!

 Enfim, Leitor, curioso para descobrir mais sobre os títulos acima apresentados?
 

30 julho 2013

O Futuro das Teorias

 E cerca de 7 meses depois do pontapé de saída das Teorias, tomei uma decisão muito importante quanto ao futuro deste blogue...

 A verdade é que se eu quero que as Teorias se transformem em alguma coisa, não posso limitar-me a publicar as parvoíces de opinião que surgem na minha mente. Por isso decidi aumentar a lista de assuntos sobre os quais "opino de forma idiota" acrescentando alguns temas.

 Resumindo o ultimo paragrafo, vou passar a publicar neste blogue aquilo que me der na real gana... No entanto, sem pôr fim a eterna palermice a que tenho habituado os meus leitores.

 Resumindo novamente, a lista de temas sobre os quais escrevo teorias da batata neste blogue vai ser aumentada para praticamente todos os assuntos. Digamos que este blogue passará a ser uma salganhada de... de... de... coisas...


25 junho 2013

Super Hexagon - Um Jogo Perigosamente Viciante

 Um pequeno triângulo a tentar escapar entre as paredes de um hexágono durante o maior tempo possível. É basicamente este o conceito do "Super Hexagon". Dito assim parece ridículo, mas a única ridicularidade [se esta palavra existir] que este jogo tem é a de ser ridiculamente viciante... Aliás, nem sei como é que estou a gastar o meu tempo a escrever esta Teoria quando na realidade já podia ter batido o meu recorde...

 Para aqueles que gostam de começar pelo nível "fácil" em todos os jogos, esqueçam... O nível mais baixo que este jogo tem é "Difícil" seguindo-se o "ainda mais difícil" e "o mais difícil de todos".

  O leitor tem família e amigos com certeza. E Namorado ou Namorada? Ambos? Pois esqueça! Nem sequer experimente o "Super Hexagon". Uma só tentativa no jogo e a sua mente ficará imediatamente pegada ao ecrã.

 Este jogo é perigoso... Ainda mais do que o álcool, tabaco ou qualquer droga! O vício pode levá-lo, imagine, a negar a prática do coito! Dirigido às leitoras: esta é uma desculpa ainda melhor do que as pseudo dores de cabeça.

 Partilhe o jogo com o/a seu/sua parceiro/a e, depois de deitarem as crianças, tranquem a porta do quarto e passem a noite toda, debaixo dos lençóis a... JOGAR SUPER-HEXAGON! [E ouço alguém desse lado a dar-se conta de que tem uma mente mesmo pervertida]

 Para aqueles que não resistiram à curiosidade de experimentar este jogo, informo que estou neste momento a fundar uma associação de "Super-Hexagónicos Anónimos". Venha ter connosco e partilhe a dolorosa sensação de não conseguir largar este jogo. Para os casos mais extremos oferecemos um tratamento de desintoxicação [ou será deshexagonização] numa clínica especializada no assunto. Contacte-nos para mais informações.

13 junho 2013

Adeus Hilariantes Noites de Domingo...

02 junho 2013

Junção de Duas Palavras ao Acaso



Para mais ideias e Teorias idiotas basta seguir o Twitter das Teorias >

19 maio 2013

Ganhei uma Tobuscus T-Shirt! [Que as Condições Atmosféricas não me Permitem Usar]

 Ah... Que feliz estou... As flores cantam, os pássaros libertam o seu pólen... Enfim, a natureza no seu esplendor... É Primavera! Daqui a pouco mais de um mês começa o Verão! E quando abro a janela de manhã apercebo-me de que o dia está naturalmente....... MOLHADO!

 Estamos em Maio, bolas! No fim de semana passado comecei a organizar as minhas gavetas e armários de modo a que a roupa de Verão ficasse mais acessível esperando só voltar a ver os polares e camisolas quentes lá para o mês de Outubro. Mas não tardou muito até voltar a sentir o conforto ameno de uma bela camisola de meio metro de espessura.

 Pouca sorte para aqueles que anseiam por poder vestir calções e t-shirt...

 E por falar em sorte e t-shirts, que a princípio não parecem relacionar-se em nada, pela primeira vez na minha vida ganhei um concurso! Quer dizer, não se trata bem de um concurso... É mais um "Give Away" [decidi usar um termo inglês apenas para demonstrar alguma classe que, obviamente, não tenho].


 A verdade é que eu sou um grande fã de um famoso Actor/Humorista/Youtuber/[se calhar já chega de barras] Americano chamado Toby Turner (também conhecido por Tobuscus). O que acontece é que ele oferece todos os dias uma T-Shirt da sua "marca" bastando para isso escrever um comentário creativo nos seus "vlogs" [mais um termo inglês para tentar fingir algum prestígio].

Tentei a minha sorte e, ao que parece, a minha indiscutivelmente fantástica criatividade valeu uma T-Shirt.

 Para aqueles que desconhecem este humorista ou até para aqueles que não gostem do seu trabalho (que, com todo o respeito, peço que batam em vós próprios) uma camisola com o simples logótipo do seu canal pode não parecer nada de especial, mas a sua "Audience" (adjectivo que só os seus seguidores entenderão) saberá dar o valor a uma, à primeira vista, simples t-shirt.

 E agora que eu tinha uma boa razão para me pavonear na rua mostrando ao máximo a minha bela camisola sendo aclamado por todos, S. Pedro faz me esta desfeita... É caso para dizer "GOD DANGIT" (outra expressão que só os seus seguidores entenderão).

17 maio 2013

Questão filosófica...

08 maio 2013

As Teorias e o Futebol


Como devem imaginar correu estupendamente mal...

 Esta e muitas outras idiotices no Twitter Oficial das Teorias (como se pudesse haver um não oficial...).

05 maio 2013

Problemas em Aprender a Lidar com o Twitter...

04 maio 2013

Teorias no Twitter! [O Regresso]

Depois de ter arruinado por completo a blogosfera, o autor deste blogue decidiu ir mais além...
 Próximo Alvo:
TWITTER

 Tal como eu disse há cerca de quatro meses no primeiro artigo, o objectivo deste blogue é escoar as imensas teorias parvas que surgem no meu cérebro. Mas ao que parece o problema é ainda mais grave do que eu pensava e um blogue apenas não chega para drenar a imensa quantidade de idiotice que surge na minha mente.

 E uma vez que criar um segundo blogue seria castigar demasiado a blogosfera que de nada tem culpa, achei que um Twitter seria uma boa opção. Desde já apresento as minhas sinceras desculpas ao pobre passarinho azul/branco...


  Para além de ser uma nova plataforma para que os leitores das Teorias que não possuem conta Google possam também ter a oportunidade de as seguir, o Twitter das Teorias vai também ser um espaço para a partilha de mini-teorias exclusivas e mais frequentes. (Ainda mais teorias??? UAU, que emoção...)

 E como é óbvio, a rede social vai também permitir notificar os leitores menos atentos para as novas teorias publicadas no blogue.

 O que está à espera, Leitor? Siga já o Twitter Oficial das Teorias (como se pudesse existir um não oficial...) e partilhe-as com os seus inimigos amigos.
|
|
|
V
 Nota de Actualização: Este artigo já tinha sido publicado há cerca de um mês. No entanto houve um problema técnico com o Twitter das Teorias que ficou em standby até ao dia de hoje. [E com "problema técnico" refiro-me à minha idiotice que me fez tornar privada a conta do Twitter sem me ter dado conta.]

30 abril 2013

25 de Abril - Quando as Paredes Tinham Ouvidos...

 No passado dia 25 de Abril fez exactamente 39 anos que Portugal deu uma volta de 360º. Sim, 360º, pois feitas as contas demos uma volta tão grande que acabámos no mesmo sítio... Se bem que de uma maneira diferente... Contraditório, pensa o Leitor. Sim, de certa forma.

 A volta que demos foi como o contorno a uma rotunda em que voltamos ao ponto de partida, mas em esse ponto já não é igual ao que abandonámos sem deixar, porém, de ser o mesmo. [Sim, hoje deu-me para deixar o cérebro dos meus Leitores a deitar fumo].

 No entanto não estou aqui hoje para escrever um artigo comparando a economia do pré e do pós 25 de Abril. Penso que 39 anos depois da Revolução de 1974, devemos reflectir acerca de muito mais do que apenas isso.

 Se tal Revolução não se tivesse dado, ainda andávamos por aqui a vaguear contendo as nossas opiniões sem as poder partilhar com ninguém uma vez que nessa altura as paredes tinham ouvidos, quase Literalmente.

 Humoristas, opinadores ou simplesmente aquelas tristes pessoas que decidem criar um blogue onde descarregam as suas suas maiores parvoíces [O quê?? Quem?? Desconheço tais pessoas...] não poderiam ser o que são actualmente.

 "Liberdade de Expressão" é algo a que nos dias de hoje devemos aprender a dar valor... Devemos entender a sorte que temos em poder dizer livremente as maiores barbaridades [Mais uma vez desconheço quaisquer pessoas que o façam].

 E foi basicamente esse o objectivo deste artigo: Mostrar aos Leitores que tenho noção da sorte que tenho em viver no Portugal pós-Revolução dos Cravos e que por muito parvas que sejam as minhas opiniões, a verdade é que são opiniões e uma vez que estamos num país livre, porquê contê-las?

27 abril 2013

Febre Smartphonofoide

 É oficial:o uso dos smartphones está a ultrapassar a barreira do "normal". A utilidade destes computadorzinhos está a atingir proporções exageradas.

 Uma pequena visita a um portal de aplicações para smartphones chega para nos depararmos com algumas que são, no mínimo, idiotas.

 Um exemplo que despertou a minha atenção foi uma aplicação que nos permite usar o telemóvel para comandar o televisor. MAGIA! Já não teremos de nos levantar para mudar o canal ou o volume nos botões do televisor! Oh... Esperem... Já existe uma traquitana para esse efeito que, se bem me lembro, dá pelo nome de "TELECOMANDO". Não sei se conhecem. É um dispositivo rectangular que possui algumas teclas...

 "Teclas", eu sei que é uma coisa do século passado... Agora carrega-se directamente no ecrã. É mais giro...



 E quem diz esta diz muitas outras aplicações inúteis, algumas delas com propósitos totalmente descabidos em que apenas os mais ignorantes acreditam. Parece que estamos a voltar àquela época em que passavam na TV anúncios de personalizações para telemóveis em que à distância de um sms (e da módica quantia de 4 euros semanais) poderíamos ter, por exemplo, aquela fantástica câmara raio X que permitia ver através das roupas de quem nos apetecesse.

 Enfim, eis uma boa forma de enganar os mais ingénuos (e também os mais desesperados).

13 abril 2013

A Páscoa Trouxe Más Notícias ao Coelho [Não o da Páscoa, o outro, o Ministro]

 Confesso que estou um pouco desiludido com o Mundo... Anda aqui uma pessoa a tentar alimentar um blogue cuja existência só faz sentido quando acontecem coisas parvas ou dignas de paródia e o mundo lembra-se agora de ficar quieto... É que não há condições!

 Não há uma única gafe cometida nos media, nem uma situação caricata em que as palavras proferidas por um político possam ser propositadamente mal interpretadas, nem sequer uma polémica exagerada nas notícias da TVI! [Nota-se muito que estou a tentar arranjar desculpas esfarrapadas para a falta de Teorias nos últimos tempos?]

 Quem só nestes últimos dias tenha chegado a Portugal nem se dará conta de que somos um país que vive à base intrigas e confusões que nem interessam ao Menino Jesus...

  NÃO, não é esse menino Jesus... É o outro, o Messias. Aquele cuja ressurreição foi comemorada há pouco tempo... Estão a ver quem é, certo?


 Por falar em Páscoa, o que tem acontecido deste então? Ao que parece, o coelhinho da Páscoa trouxe a demissão do ministro Miguel Relvas. (Quem sabe se o Pai Natal não lhe trará um Mestrado.) E estas são más notícias para o outro Coelho. Vocês sabem, aquele, o Pedro Passos...

 Para além disso, tal como em qualquer embalagem de "Kinder Surpresa", há sempre um brinde que não nos agrada. Neste caso, o facto de ter saído um ministro para entrarem dois novos. Para ser assim mais valia não ter saído ninguém!! Se a situação continuar a evoluir na mesma proporção esperamos que não se demita mais nenhum senão o parlamento torna-se uma autêntica confusão... Oh, esperem, já o é...


 E pronto, é isso que tenho a dizer por hoje. Nota-se muito que estive aqui a encher chouriços, não nota? Enfim, sofri de um grave caso de "Blackout" Creativo.

 Sim, porque, embora não pareça, todas as teorias deste Blogue são fruto de uma mente brilhante, magnífica, estupenda e maravilhosa... Estava a brincar!!! Ahaha, agora apanhei-vos...



01 abril 2013

TVI Reduz o Número de Telenovelas e Aumenta o Tempo de Anúncios

 A pedido de várias famílias por programação mais diversificada, a TVI decidiu que era altura de reduzir o numero de telenovelas emitidas dedicando a programação a algo diferente e mais interessante.

 Desse modo, o Canal Privado baixará o número de telenovelas em transmissão de 10 para 9,5, ou seja, uma delas verá o tempo de duração dos seus episódios reduzido para metade, metade essa que será preenchida com Anúncios Publicitários que, segundo o canal, são algo a que é importante dedicar mais tempo.  

 O Canal diz ainda que é nestes Anúncios Publicitários que a TVI tem falhado em trazer aos seus espectadores mais e melhor conteúdo. É por essa razão que a partir da próxima semana a Propaganda passará a construir um segmento próprio na programação, para além da Publicidade mostrada nos intervalos dos programas. 

 E como é óbvio, esse novo programa dedicado apenas à transmissão de publicidade contará com um passatempo para os espectadores de casa em que será necessário fazer uma chamada de valor acrescentado, valor esse que será aumentado de 0.60 € para 1€ mais IVA.

  Bom, digamos que esta foi apenas uma pequena brincadeirazinha do dia 1 de Abril. Como é óbvio todos os factos acima referidos são pura parvoíce do Autor deste blogue.

 Como partida do Dia das Mentiras pensei em anunciar uma falsa despedida afirmando que o blogue iria acabar, mas tendo em conta a ainda pequena audiência de Leitores das Teorias concluí que talvez fosse arriscado afirmar tal coisa uma vez que alguém ainda poderia acreditar. Na volta ainda haviam pessoas que ficariam felizes por isso, então decidi não arriscar...

  Peço-lhe agora, Leitor, que deixe uma mentira criativa deste "April Fools Day" nos comentários. E não vale escrever "Este blogue é o máximo." ou "O autor das Teorias é um gajo altamente." uma vez que ambas as afirmações são claramente verdades indiscutíveis...

 

31 março 2013

O Coelho Esqueceu-se de Mudar a Hora - Boa Páscoa! (Um Tanto ou Quanto Atrasada)

 Peço desculpa pela demora, mas o Coelho da Páscoa atrasou-se a chegar a este blogue. Ao que parece também se esqueceu de adiantar uma hora no relógio, tal como eu...

 Enfim, nem todos podem ser como o Coelho Branco de "Alice no País das Maravilhas", não é verdade?


Mesmo sendo um pouco atrasado:
BOA PÁSCOA!

30 março 2013

Captcha Codes - Afinal Acho Que Não Sou Humano

 Se há coisa neste mundo da Internet que me irrita (para além das eternamente chatas "Pop-Ups") é que um site ponha em causa a minha identidade como ser humano.

 Falo, portanto, aos "Captcha Codes". E para aqueles a quem esse nome soa chinês, refiro-me àqueles conjuntos de letras e números que parecem estar a ter uma trombose e que nós, que normalmente somos humanos, temos de decifrar para o comprovar.

 Cá está: "Prove que não é um robô". Com certeza! Ora bem, como posso eu provar que sou humano e que possuo um cérebro que sou capaz de utilizar (embora às vezes não pareça)? E que tal se me pusessem uma foto de gatinhos fofos a brincar com um novelo de lã à frente para verificar que possuo sentimentos? Uma máquina constituída apenas por meros circuitos electrónicos não teria qualquer reacção face a tamanha fofura ao contrário de um verdadeiro ser humano.

 Afinal, a principal característica que nos distingue de robôs é o facto de termos sentimentos. Mas não! Toca a espetar letras que parecem ter sido regurgitadas (peço desculpa pela expressão) pelo computador em frente das pessoas! "TOMEM! DECIFREM! E já agora, limpem também essa javardice!"

 "Você é humano?". Pois bem, como diria Toby Turner*, já nem sequer tenho a certeza porque NÃO CONSIGO RESOLVER O TESTE HUMANO!

 É óbvio que toda esta salganhada de letras tem um propósito: proteger blogs e sites do tão malfadado Spam. E eu, enquanto blogger, devo estar agradecido por isso. Mas há uma linha muito fina que separa o "Proteger contra comentários e registos indesejados" do "Levar os verdadeiros Leitores humanos à loucura fazendo-os desistir de deixar comentários porque, aparentemente, NÃO SÃO HUMANOS O SUFICIENTE PARA O FAZER!"

 Para terminar, desafio o Leitor a deixar um comentário onde tenta decifrar o "Captcha" acima. E não vale escrever apenas "auriga". Peço sugestões acerca do que possa ser a primeira, se se pode chamar assim, palavra.


28 março 2013

«Bullying na Política»-O Governo fez mal ao Futebol

 Segundo noticiado aqui pela RTP, o Governo fez mal ao Futebol. Esta foi a queixa apresentada por Mário Figueiredo à agência Lusa. O Presidente da Liga foi, por isso, o "bufo" do acontecimento, uma vez que deu com a língua nos dentes.

 O "rufia" Governo deve ter sido apanhado no recreio a arreliar e a roubar o lanche ao "aluno" Futebol que teve demasiado medo de ir fazer queixa. Mas o seu "colega" Figueiredo, que presenciou toda a cena, achou por bem avisar a "professora" agência Lusa de que tinha testemunhado um caso de violência.



 A "professora" Lusa chamou o "brigão" Governo à sua sala durante o intervalo e pediu-lhe explicações. Este ficou furioso com o "colega" Mário por este ter sido "queixinhas" e, na hora de almoço, encurralou-o num dos corredores da escola, roubou-lhe o dinheiro para o almoço e puxou-lhe as cuecas.

 Mas na minha opinião Figueiredo não se pode deixar fazer e deve ir de seguida ao Gabinete da "Directora" Troika contar-lhe o sucedido. Talvez seja desta que a "Directora" chama os pais do mal comportado Governo e lhes peça que o ponham de castigo para aprender a ser um menino bonito.

 Enfim, é triste quando o Bullying atinge estas proporções.


24 março 2013

1000 VISITAS!

 Eis um marco histórico para as teorias. No passado dia 22 de Março o contador de visitas do blogue atingiu os quatro algarismos, quer isto dizer, as mil visualizações!!!

 Nem posso acreditar, parece que foi apenas há três meses que criei este blogue quando na realidade foi há... Esperem lá, foi mesmo há três meses. Lá estava eu com a mania de enfatizar aquilo que na realidade é simples.

 Enfim, quero agradecer imenso aos amigos que chantageei para que visitassem este blogue, aos familiares que obriguei a fazer continuamente "refresh" à página das teorias e sobretudo aos 4 completos desconhecidos que encontrei na rua e a quem paguei bem caro para que criassem contas falsas e seguissem as Teorias pelo Google.

 A todos eles o meu muito obrigado e o meu pedido de desculpas, caso tenham por alguma razão lido algum artigo. Eu sei que é perturbante.


 Agora falando um pouco mais a sério, porque sim, eu consigo falar a sério. Sei que 1000 visitas parece pouco, mas na realidade é uma grande meta. Ao que parece, há mesmo pessoas que até apreciam ler as minhas parvoíces. Para elas, os meus parabéns e um grande obrigado.

 Mas este é apenas o início. Espero que o blogue continue a crescer e que venham cada vez mais leitores e seguidores. Para isso, se não for pedir de mais, conto com a sua ajuda, Leitor. Se realmente aprecia as teorias e se acha que são dignas de ser conhecidas, partilhe-as com os seus amigos ou familiares através do Facebook, do Twitter, por Carta Escrita ou até mesmo à moda antiga através de uma conversa falada. Demora apenas uns segundinhos, é fácil e ainda não paga imposto... Para além disso, é uma grande ajuda para o blogue.

 Constatei agora que me tenho esquecido de algo importantíssimo: os comentários. Embora tenha recebido alguns, e agradeço desde já a quem os publicou, não os tenho valorizado o suficiente. De agora em diante, peço aos leitores que participem activamente nos artigos porque o feedback é algo muito importante. Quero saber a sua opinião. E porque não comentar já neste artigo?

 O objectivo deste blogue é de certa forma transmitir as minhas ideias de uma forma relativamente bem disposta. Não quer isto dizer que apenas os meus pontos de vista devam ser partilhados. Se o Leitor também tem uma opinião sobre o assunto, deixe um comentário. Eu vou lê-los a todos e, se possível, responder.

 Mais uma vez o meu grande obrigado!


18 março 2013

Não Possuo Prestígio Suficiente para Tomar Café

 Estou ciente de que existe um grande número coisas para as quais não tenho prestígio suficiente. Porém, existem limites. E tomar café é um deles.

 Num destes fins-de-semana decidi almoçar fora. Por isso peguei na mesa da sala e levei-a para o jardim... Não, brincadeira, fui mesmo almoçar fora, num restaurante.

 Depois de ter almoçado o que veio mesmo a calhar foi... ter encontrado uma "Nespresso Boutique". Eu devia ter desconfiado. Uma loja que tem a palavra "boutique" no nome denuncia logo não ser acessível a qualquer um. Mesmo assim, vi ali uma bela oportunidade para restaurar o stock de cápsulas Nespresso lá de casa e ao mesmo tempo de saborear um belo Ristretto.

 Como era fim-de-semana, eu não tinha vestido o smoking nem calçado os sapatos de noivo que costumo usar durante a semana [ironia], e por isso estava vestido com um simples fato de treino e calçado com uns ténis. Quando dei por mim no centro da loja como a única "alminha" ali no meio que não estava vestida como se fosse para um casamento senti-me estando num autêntico restaurante "Gourmet" onde, em contraste, eu estava vestido como quem vai praticar jogging, o que não parece lá muito bem.

 Claramente, eu não tenho qualquer prestígio para tomar um café deste nível. Acredito que se eu o tivesse pedido me tivesse sido negado por a minha aparência afugentar os restantes clientes da loja, perdão, da boutique. Aposto que o empregado, perdão, o garçon teria ameaçado chamar as autoridades por o meu aspecto se parecer ao de um bandido, perdão, de um político.

 Eu tinha de sair dali... Quando reparei que um dos senhores da loja se dirigia a mim, a minha única reacção foi dar uma palmada na testa e exclamar como quem fala para consigo próprio "Ora bolas! Esqueci-me de comprar aquela coisa!" e, dando meia volta, saí a correr como se não houvesse amanhã

 Foi aí que me apercebi da mentira em que vivia. Nesse dia tomei uma decisão sábia:decidi pegar na minha máquina Nespresso e levá-la ao Ponto Electrão mais próximo.

 Quando estava a desligar e embalar a máquina, o meu pai aproximou-se de mim e perguntou-me o que estava eu a fazer. Eis que lhe respondi:"Pai, nós não podemos continuar com esta máquina de café. Jamais estaremos a esse nível! Por muito que queiramos... É por essa razão que esta máquina tem de sair desta casa. Pelo nosso bem, pela nossa dignidade, pelo bem de todos.". (Leitor, aconselho-o a imaginar esta minha fala com uma musica de fundo épica e com um raio de luz a cair sobre mim para que tenha uma imagem mais cinematográfica daquilo que aconteceu.)

 Nesse momento, o meu pai olhou-me com uma expressão profunda. O seu pensamento era claramente: "O meu filho tem toda a razão. Que orgulho sinto por ele!" que, atenção, pode muitas vezes ser confundida com a expressão de quem pensa:"Bom, foi claramente desta que este idiota andou a fumar o que não devia.". Neste caso é óbvio que se tratava da primeira hipótese. A segunda não faria qualquer sentido naquele contexto...

 Depois disso só me lembro de acordar num hospital psiquiátrico...

09 março 2013

"Missing" - O Desespero pelo Final

 Ultimamente tenho me vindo a aperceber de um facto que me incomoda profundamente: Nós, seres humanos, somos realmente muito parvos...

 Bem, talvez esta não seja uma teoria inovadora... De certeza que já aconteceu a qualquer um dar-se conta desta realidade. A diferença, talvez, é que eu atribuo a culpa da parvoíce do ser humano... à televisão.

«Porquê?», pergunta o leitor. Bom, aposto que no final deste artigo se vai arrepender de ter feito tal pergunta.

 Enfim, num destes fins-de-semana, estava eu escarrapachado no sofá a praticar o meu desporto favorito, a procrastinação, quando me deparo com uma série que me pareceu verdadeiramente interessante, num tal canal cujo nome começa com A, acaba em N e tem um X no meio. [Toda esta ginástica de letras apenas para evitar a publicidade não paga ao dito canal. Eu gosto de pensar que o meu blogue tem um grau de fama suficientemente grande para não me poder dar ao luxo de citar marcas. Deixem-me viver nesta ilusão!!]

 Onde ia eu? Ah, sim, o AXN (Raios! Lá se foi aquela treta de não citar o canal! Senhores do AXN, se estiverem a ler isto estão à vontade para remunerar este patrocínio).


  A série em causa chama-se "Missing". Ao princípio parece uma história vulgar de uma mãe solteira que vê o seu filho ser raptado por maus da fita. Mas tudo fica mais interessante quando percebemos que a suposta mãe completamente normal é na realidade uma ex-agente da CIA. Como tal, Becca Winstone (a mãe) não vai propriamente pedir por favor, ela decide resolver o assunto pelas próprias mãos.

 Ao longo da aventura que se passa um pouco pela Europa vamos descobrindo a história do passado de Becca e dessa forma compreendemos o porquê desta grande confusão.

 Uma mistura de acção e drama que dura apenas 10 episódios mas que vos garanto que são 400 minutos bem gastos da vossa vida.

 «E onde está a parvoíce humana no meio disto tudo?», questiona-se o leitor. Pois bem, a parvoíce em causa não é a da humanidade em geral, é a minha... Quando comecei a ver esta série mal podia esperar pelos episódios seguintes, mas quando acabou senti que toda a minha vida tinha deixado de fazer sentido...

 É desta maneira que fico quando chega ao fim uma série que eu aprecio. Mas felizmente, esse sentimento passa quando me "empanturro" com gelado de chocolate enquanto desesperadamente faço "zapping" em busca de uma nova série para ocupar o espaço vazio na minha alma deixado por aquela que chegou ao fim...

 Eu bem disse que se iria arrepender de querer saber o porquê...

23 fevereiro 2013

"Grândola Vila Morena" - O "Harlem Shake" Nacional Contra Injustiças Quotidianas


 Caro Leitor, decerto que já lhe aconteceu ter aquele problema de não conseguir esquecer uma musica depois de a ouvir repetidamente... Pois bem, é desse mesmo problema que estou a sofrer neste momento...

 (Por acaso o leitor não conhece algum medicamento contra isto, não?)

 Mas para variar, desta vez a culpa não é da rádio estar sempre a passar a mesma musica, é da televisão que insiste na repetição de reportagens em que pessoas "desatam" a cantar "Grândola Vila Morena".


 Sejam crianças, adolescentes, adultos ou idosos, a moda do "Grândola Vila Morena" impôs-se no nosso país independentemente da idade... É o fenómeno "Harlem Shake" à portuguesa. E tal como qualquer adaptação nacional de um fenómeno de sucesso no estrangeiro, não ficou nada de jeito...

 O "Harlem Shake" faz as pessoas fazer figuras tristes a dançar, o "Grândola Vila Morena" fá-las fazer figuras tristes a berrar gritar.

 Em apenas alguns dias, "Grândola Vila Morena" evoluiu o seu estatuto de "Música de Intervenção" ao tornar-se a chave de uma Campanha Nacional Anti-Injustiças:

Contra as más decisões do governo - GRÂNDOLA VILA MORENA!
Face ao aquecimento global - GRÂNDOLA VILA MORENA!
Contra os pais que não deixam os filhos sair à noite - GRÂNDOLA VILA MORENA!
Contra as desculpas esfarrapadas de mulheres que alegam "Dores de Cabeça" para negar a prática de actividade sexual aos seus maridos - GRÂNDOLA VILA MORENA!

 Por isso é assim, Leitor: ou clica imediatamente no botão "Seguir" e partilha estas teorias nas redes sociais, ou eu garanto-lhe que desato a cantar esta musica. Espere... Isto é um blogue, não é? Não há transmissão de som, pois não... Hum... Então vamos esquecer este ultimo parágrafo... Eu podia apagá-lo, mas isso daria demasiado trabalho. Limite-se apenas a esquecê-lo, pode ser? Excepto a parte de partilhar e seguir as Teorias...

 Talvez esta história de "Grândola Vila Morena" para combater injustiças esteja a ir longe de mais...

17 fevereiro 2013

Boa Tarde, era um Hamburguer de Cavalo se faz favor

  Nos dias que correm não podemos confiar em nada nem ninguém. Nem sequer no nosso próprio almoço...

  Quando pensamos estar a saborear uma bela e deliciosa lasanha de carne de Vaca... estamos na realidade a comer carne de cavalo!

 

 A União Europeia já está a tomar medidas para resolver o problema. Uma delas é realizar testes de ADN aos produtos.

 Agora imagine o cenário: um pouco por toda a Europa, técnicos do género do "CSI" a visitar McDonalds e outros restaurantes, com aqueles seus "kits" todos científicos, a esfregar cotonetes em todos os hambúrgueres e lasanhas que encontram à frente...

 Mas ainda bem! Ao menos assim conseguem descobrir quem foi o malvado hambúrguer que matou duas bolonhesas a semana passada só para lhes roubar o esparguete! Já não há respeito por ninguém, nem sequer no mundo dos víveres!

10 fevereiro 2013

Falamos Português ou Quê?

 Hoje acordei com uma imensa vontade de criticar... Há dias assim... A quem é que nunca aconteceu acordar de manhã com uma intensa vontade de fazer qualquer coisa disparatada? É perfeitamente normal... Não? Hum... Ok. Talvez seja problema meu...

 Enfim, após uma curta reflexão veio-me à ideia a língua Portuguesa... Ou melhor, o que os linguistas fazem dela...

 Não é que eu tenha algo contra a minha língua, pelo contrário, acho-a das melhores línguas que existem. Principalmente no que toca às papilas gustativas... (Mas que estúpido trocadilho com o duplo sentido da palavra "língua", hein...).

 Onde é que eu ia? Ah sim, a língua, ou melhor, a língua portuguesa, para evitar momentos infelizes como o anterior...



 Ninguém pode dizer que o Português é simples, porque não o é de todo. Mas é a complexidade da língua portuguesa que a torna tão especial. No entanto há alguns limites.

 A interpretação de obras de autores portugueses torna-se por vezes muito mais complexa do que qualquer cálculo matemático. Isto graças à pequena grande tendência que os "mestres" do Português têm de ir demasiado além do que o que está escrito.

 É verdade que qualquer leitor deve saber "ler nas entrelinhas". Devemos ter a capacidade de interpretar metáforas, comparações e outros recursos que nos permitam descobrir o que é dito implicitamente, mas só até certo ponto.

 Existe uma distinção entre aquilo que o autor realmente queria transmitir implicitamente e aquilo que os "masters" da linguística interpretam de forma, por vezes, paranóica. Ponhamos um exemplo:

Naquela escura tarde de outono, o céu encheu-se de nuvens negras...

 O que quer isto dizer? Provavelmente estava para vir uma grande chuvada, quem sabe com alguns trovões, nada mais... Isto no ponto de vista de um leitor normal como eu ou como você, meu leitor. (Bom, talvez eu não seja um bom exemplo de normalidade). 

 No entanto, para um "especialista" da língua, isto simboliza um leque sentimentos que a personagem estava a viver. Uma tristeza profunda, uma solidão imensa, uma mágoa intensa, uma culpa imperdoável, um desespero enorme, uma dor que... BASTA!
 Decerto que as nuvens negras que enchiam o céu são explicadas pelo encontro de uma massa de ar frio com uma massa de ar quente, como o poderá confirmar o Instituto Português do Mar e da Terra, e nada terá a ver com o estado de espírito do personagem.

 Por essa ordem de ideias o sol jamais brilharia em Portugal, pelo menos enquanto a crise durasse.

 Enfim, ao que eu quero chegar é: parem de ver metáforas e analogias onde elas não existem!

03 fevereiro 2013

Vamos jogar ao "Descubra Quem é o Ladrão"

 Pensemos na seguinte situação: um assalto à mão armada a uma loja; duas pessoas apenas: o assaltante e o funcionário da loja.

 Agora proponho-lhe, leitor, a seguinte adivinha:
 Qual dos dois intervenientes proferiu a seguinte frase:
«Por favor, não me faça mal! Deixe-me ir... Eu tenho esposa e filhos.»

 Pense bem... Então, já pensou? Pois bem, a resposta correta é... O assaltante!


 É verdade... Quer uma prova de que eu não estou doido? Pois veja a fotografia acima. (Não é exactamente uma prova de que eu não estou doido. A foto confirma apenas que não estou a mentir. Quanto à minha sanidade mental, isso são outros assuntos)

 O funcionário, depois de uma pequena disputa, dá-se com o ladrão a chorar-lhe no ombro implorando por misericórdia... Talvez por benevolência ou por pena da figura ridícula o funcionário acaba por tentar acalmar o assaltante que, num pranto infindável, apoiava a sua cabeça no obro no homem a quem à poucos segundos tinha apontado uma faca.

 Pouco depois a vítima (que ironicamente se tornou o agressor) pede ao inconsolável ladrão que se sente para se tentar acalmar oferecendo-lhe até um lenço para limpar as lágrimas

 Este foi um assalto que acabou com um final feliz. Ou quase... O funcionário acabou por chamar a polícia, e o ladrão foi detido. 

 Mas tudo acabou em bem e hoje, o ladrão e o funcionário são dois bons "compinchas". Tornaram-se amigos no Facebook, trocam presentes no FarmVille, e todos os Sábados à noite juntam as suas famílias numa grande jantarada com churrasco que dura até altas horas.

-E daquela vez que eu te quis assaltar, hein?
-Ah, bons tempos! Eu a dar-te com o taco de Baseball e tu a implorares-me que parasse..
-Eh, pá. Pois foi! Se fosse hoje não pensaria duas vezes e espetava-te logo a faca no bucho...

 Bom, talvez toda esta história de eles terem ficado amigos e de jantarem juntos seja um pouco exagerada... Mas diga lá que não seria engraçado. Pensando bem, talvez não fosse assim tão engraçado...

29 janeiro 2013

Afinal Vale a Pena Entrar num Reality Show

 Confesso que há muito que temia este momento, mas tem de ser. Hoje vou falar... de Reality Shows.

 NÃO, LEITOR, ESPERE! Não se precipite já para a cruzinha no canto superior direito do seu ecrã. Não faça nada de que mais tarde se possa arrepender... Eu garanto que não vou dizer nada de bom. Dê-me uma oportunidade.


 Marco Borges, o participante do Big Brother 1 que ficou famoso pela sua agressão a outra concorrente é agora treinador numa empresa de seguranças na China.

 Foram precisos mais de 10 anos para que alguém desse o devido valor àquele famoso pontapé a Sónia, que, apesar de ser um acto de violência, não foi uma agressão qualquer... Podia ter se limitado a uma simples "costa de mão" ou uma reles cotovelada, mas Marco quis agredir com estilo e o resultado foi aquele artístico pontapé.

  Para quem nunca viu aconselho a que pesquisem no YouTube, é realmente um "coice" muito belo. De 0 a 10 era capaz de lhe dar um 8,5, só mesmo por causa daquele desequilíbrio no fim...

 E já que em Portugal ninguém lhe dá o devido valor, tiveram de ser os Chineses a verem o lado positivo... Ah, Chineses, só mesmo vocês. Quando após 13 anos o país ainda acusa o concorrente da sua atitude violenta, vêm eles e veneram o seu belo pontapé por demonstrar um grande talento na arte da defesa pessoal

 É uma lição de optimismo Portugal: mesmo quando a situação parece má, há sempre que tentar ver o lado positivo...

26 janeiro 2013

Desligado!

 Depois de ter sobrevivido ao fim do mundo, superei mais uma vez as minhas expectativas ao sobreviver a uma semana sem Internet!
 
 Entre todos os municípios que o mau tempo do ultimo fim-de-semana atingiu, o meu tinha de ser logo o mais afectado. Resultado: 2 dias sem fornecimento de água, 3 dias sem electricidade, 5 dias sem rede de telemóvel e, o pior de tudo, UMA SEMANA SEM INTERNET!!!  
 
 
 Próximo passo: sobreviver a uma semana sem chocolate... Talvez mais tarde...

14 janeiro 2013

Telémoveis com... Teclas????

 Sim, ao que parece ainda existem alguns telemóveis com teclas que sobreviveram à extinção desta "espécie ameaçada"...
 Já agora o objectivo de um telemóvel é telefonar, não?

08 janeiro 2013

Dimensões a Mais

Ah, a magia do cinema... Aproximadamente 120 minutos de espectáculo de som e de vídeo ao qual alguns gostam de chamar "Filme". Mas o Cinema é algo mais do que um simples filme... É magia! E como em qualquer bom truque de magia, alguma coisa tem de desaparecer. Neste caso essa coisa é o nosso dinheiro.
Desde há algum tempo que o dinheiro gasto no cinema não compensa a qualidade do filme.
Enquanto que há alguns anos optava por ir ver um filme logo após a sua estreia, agora prefiro esperar pela versão alugável. Aliás, não sou eu quem prefere, é a minha carteira...

E isto deve-se sobretudo à nova tecnologia 3D nos filmes que os tornam mais caros, sem contar com os óculos 3D.

 Para quê acrescentar mais uma dimensão? Já basta que todo o nosso mundo se encontre em três dimensões. Prefiro ver algo que tenha apenas duas para variar. Até porque para mim, que sou míope, usar os óculos 3D por cima dos que já tenho torna-se uma tarefa um pouco desconfortável...

03 janeiro 2013

"Ano Novo, Vida Velha"

 Espaço agora às minhas previsões para uma nova vida neste novo ano de 2013. Preparados? Muito bem: Vai ser rigorosamente a mesma coisa...



 Muitas pessoas veem no novo ano um incentivo para atingir os objectivos que durante o resto do ano não têm vontade nem paciência para cumprir. No entanto esse incentivo não vai muito além dos primeiros dias do ano.

30 de Dezembro de 2011 - É agora! Vou mudar a minha vida! Neste novo ano que há de vir vou sem qualquer duvida dar uma volta de 360º* à minha vida, logo a partir do primeiro dia...Vou mudar! Vou evoluir! Vou alcançar! Vou inovar!

3 de Abril de 2012 - A minha vida continua a ser a mesma treta de sempre...

 *Nota de esclarecimento: Uma volta de 360º é uma volta completa. Por isso, ao dar esta volta, retorna-se ao ponto de partida o que acaba por não fazer muito sentido...